Mundo Plus Size Masculino


O meio Plus Size tem crescido a cada momento, e existem muitas blogueiras no segmento, mas percebi que ainda existe uma carência grande de informações para o homem Plus, conheci o trabalho do Otávio faz pouco tempo e achei muito bacana compartilhar e apresentar para vocês, principalmente para meus leitores que me enviam diversas mensagens perguntando sobre moda plus size masculina, e ainda que eu esteja sempre dando algumas informações, nada como acompanhar também alguém que vive o assunto. Apresento para vocês o Otávio Janecke, publicitário de formação, modelo e blogger Plus Size Masculino do Blog Oplussize.

Vem conhecer um pouco do seu trabalho e aproveitar para seguir suas redes sociais.

Agradeço o Otávio por ter participado dessa matéria, fora a simpatia e a cara boa que esse moço tem. Vale a pena conferir seu trabalho. 🙂

✩ Blogger Masculino Plus Size com causa e estilo.

Super feliz com o convite da Bia Peca para falar um pouco dos meus projetos e principalmente do meu blog www.oplussize.com.br.

Antes de mais nada preciso dizer que virar um blogger nunca esteve nos meus planos. Embora seja publicitário de formação e também atuo há mais de 10 anos em agência de publicidade e departamentos de marketing, tal ideia nunca tinha passado pela minha cabeça. Há uns 4 anos, a agência de publicidade que trabalhava estava concebendo o lançamento de uma marca plus size nacional e estavam procurando algum formador de opinião masculino para protagonizar este momento importante. Além de não encontrarem nenhum nome, também estavam tendo dificuldade em encontrar um modelo plus para a campanha.

Eu não trabalhava com esta conta, mas soube desta dificuldade e inclusive sem eu saber alguns colegas cogitaram que eu pudesse fazer a campanha. Acabou que o cliente escolheu outro e eu só soube disso bem mais tarde. Achei graça.

O tempo passou e em 2015 recebi a ligação de uma amiga que queria que eu fizesse um catálogo para outra marca. Opa, pensei, isso deve ser um sinal. Não me acho tão fotogênico assim e é a segunda oportunidade que aparece. Vou aceitar e ver o que acontece. O que rolou? Nada. Não fui aprovado de novo.

Nunca mais pensei a respeito e exatamente um ano depois, a mesma pessoa entra em contato dizendo que desta vez eles já tinha feito a seleção e que fui aprovado. Acertamos a data para as fotos e agora era necessário eu me preparar.

Assim como todos fazem, fui direto ao Google procurar blogs e modelos plus size. Qual foi minha surpresa? Não encontrei quase nada. Quando encontrava era estrangeiro, não tinha muito a ver a brasilidade. Imediatamente lembrei daquela conversa há cerca de 4 anos e percebi que há uma oportunidade imensa. Eu sempre tive muita dificuldade em encontrar roupa quem dera então looks para me inspirar.

Depois de ter feito alguns trabalhos como modelo e conversando com as estilistas de várias marcas, pude confirmar que era de fato uma carência. Outra reação que observei foi que a medida que postava fotos nas minhas redes sociais, as pessoas não só curtiam, mas também interagiam, perguntando onde encontrava tal marca, qual numeração. Isso tudo me inspirou a me aventurar como blogger.

Não é fácil, envolve muito aprendizado. Quando você vê tantos blogs com seu público formado, logo almeja a chegar neste patamar e nem sempre os resultados vêm na batida esperada. Particularmente estou muito feliz, pois em muitos aspectos os resultados têm sido bem superiores ao que imaginava em tão pouco tempo. Tenho alguns seguidores fiéis que não conheço pessoalmente, mas que interagem muito. Outro dia amanheci com um depoimento de um seguidor dizendo que ficou feliz em descobrir meu trabalho. Diversas vezes ele se trancava no quarto por se sentir excluído ou tentava coisas absurdas para conseguir mudar para alguém. Que minhas fotos o fazia se sentir cabível na sociedade. Que eu trouxe luz para a vida dele. Veja só, quando eu iria imaginar que meu trabalho tivesse esse poder. Sou muito grato!

Hoje minha rotina mudou bastante. Atuo como gerente de relacionamento de uma empresa do ramo imobiliário, mas minhas horas livres são dedicadas à pesquisa de tendência, geração de conteúdo para minhas redes sociais e até mesmo consultoria para empresas que querem melhorar sua performance com suas marcas de plus size masculino.

Tenho conhecido muita gente mundo a fora que levanta a bandeira da inclusão da moda plus size no mercado mundial. Percebi que um fato que ajudou muito nos últimos meses foi a inclusão do Zack Mick na equipe de modelos da IMG Models, a mesma agencia da Gisele Bundchen. Isso deu um impulso e tanto mundialmente ao ponto de terem surgido alguns nomes no universo plus masculino. Isso é fantástico, pois se há modelos, haverá marcas que os contratarão e darão publicidade para pessoas comuns, como eu e outros milhões de homens mundo a fora.

É um belo desafio, mas também é uma belíssima causa. Acredito que quanto mais pessoas falarem sobre moda plus size masculina, maior será a repercussão. Embora não tivesse acompanhando, acredito que foi assim com a moda feminina. Muitos homens ainda não se interessam por moda, mas muitas das esposas, filhas e namoradas também tem seguido meu trabalho. É muito bacana ver esse movimento em ação, mas tem muita coisa pela frente.

Quero agradecer mais uma vez o convite da querida Bia Peca e também quero convidar todos a acompanharem meu trabalho nas minhas redes sociais. Super beijo!

Otávio Janecke

oplussize@gmail.com

Blog – Oplussize

Facebook – Oplussize

Instagram – Oplussize

Mundo Plus Size Masculino

✩ Moda Jovem Masculina Plus Size – O Que falta no Mercado por Emanuel Alvarez

Amo mesmo, paparico mesmo e hoje o espaço plus size masculino do Blog é dele!

Nós no último FWPS nos preparando para o desfile!♡

Olá!

Pra quem não me conhece sou Emanuel Alvarez, tenho 22 anos, sou modelo plus size, produtor de moda, visual merchandising e protagonista do canal Bem Vindo Ao “Clube’e” no YouTube.
Convidado por Beatriz Peca, vim falar sobre minhas impressões sobre o mercado plus size jovem masculino.

Emanuel Alvarez’                                         Foto do canal no YouTube

Acompanho o mercado plus size no Brasil a 5 anos, desde quando entrei de cabeça neste meio.

É impossível não reparar no crescimento do mercado nesses últimos anos, porém, o mercado masculino vem crescendo a passos de tartaruga, ou seja, muito mais lento do que o feminino, já que não há investimento e muitas mudanças na moda plus size masculina na mesma proporção que na feminina.

Campanha feita em 2014 pelas lojas Tanger.

Ainda bem que algumas lojas e estilistas ja abriram seus olhos pra essa oportunidade do mercado e a falta de investimento e eu até diria na falta de senssibilade com os garotos gordinhos e estão trazendo mais referências para suas peças, acredito que em 2017 ja tenhamos um aumento considerável em relação ao mercado, tendência, corte, modelo, caimento, campanha,  etc…

Foto para o Editorial “I Love Jeans” – Jeff Rocha / Camisaria Lili da Ena

A camisaria Lili da Ena é uma das marcas que está sempre inovando em estampas diferentes, corte, modelagem e cores.

Abaixo de Cátia Ferrari, em um estilo mais Moderno e Atrevido.Uma peça usando Dolce e Gabanna como referência.

Desfile Alto Inverno Plus Size Baixada Santista, Grife Cátia Ferrari Moda Plus Size

Abaixo um pouco do que eu sinto falta no mercado plus;

Azulejo

Desenho do azulejo na mesma referência na camiseta, na bermuda, estampa do vestido e nas mochilas.

Repare, que usando uma referência comum e simples das ruas, eles transformaram o azulejo em tendência, criam peças incríveis e as colocam em evidência tanto nas peças FEMININAS quanto nas peças MASCULINAS.

Enfim, espero que marcas, estilistas e lojas abram os olhos e vejam que esse mercado vem crescendo muito e que nós homens também merecemos e temos vontade de nos vestir tão bem quanto as mulheres.

Beijão

Emanuel Alvarez

Mundo Plus Size Masculino

Estava faltando uma nova matéria aqui, no espaço “Mundo Plus Size Masculino” né?

received_1663806323941933

Então eu chamei o Edu Rodrigues para contar pra gente um pouco da rotina de um modelo plus size masculino, o Edu é um dos modelos mais ativos no mercado hoje, e admiro muito seu trabalho e ética, por isso fiz esse convite, pois é sempre uma honra pra gente ter pessoas talentosas e batalhadoras aqui!:)

Minha Rotina de Modelo – Por Edu Rodrigues

Ola galera, meu nome é Edu Rodrigues. Trabalho como modelo a quase 4 anos.

Costumo dizer que 80 % do trabalho do modelo é cuidar de si. Cuidar do corpo, da pele, do cabelo e da mente. É de extrema importância que o modelo estude através de cursos, ou seja ele autodidata que vá aprender por conta própria observando. Mas precisa saber o que fazer na hora do Job, pois a produtora não tem e não quer perder tempo com ninguém explicando como que se faz uma pose, como ter postura, como andar, ter coordenação motora, como falar perante a câmera quando for gravar um vídeo e etc.

Sabendo isso o segundo passo é fazer um book profissional que você precisará renová-lo todo ano ou quando você mudar algo na aparência. Eu não costumo esperar as coisas caírem do céu, ser convidado ou ser chamado pra nada. Então eu fui atrás das agencias para mostrar o meu book e diariamente mando meu material para os Jobs anunciados no Facebook que se encaixam ao meu perfil. Hoje cheguei a um patamar em que os Bookers já me conhecem e então vem direto a mim quando o cliente pede o perfil que eu me encaixo.

Essa é a parte fácil, agora vem a parte complicada. Eu moro no Guarujá-SP e os trabalhos são todos na Capital. Então eu tenho que ver o endereço antes, traçar a logística para o local, pois cada dia é um local diferente. Preciso gastar com passagem que custa em média R$60,00 ida e volta fora a condução em São Paulo. Lembrando que isso tudo para ir em um teste concorrer com 5 ou 10 modelos. O teste costuma ser prova de roupa e foto, que dura em média 3 minutos e eu já volto para Santos, pois estudo Publicidade, então vou direto pra faculdade. Só chego em casa às 00:00hrs.

Depois de alguns dias vem o resultado se eu for aprovado o Booker entra em contato comigo, caso não entre quer dizer que eu não fui aprovado e eu sou chato e tento de novo pra mesma loja na próxima vez! No inicio de Junho tive a competência de passar em 3 testes seguidos de lojas grandes no mercado que foram as Lojas Marisa, Torra Torra e Eskala. Logo logo vocês estarão vendo as fotos por aí.

Cada pessoa tem a sua rotina, essa é a minha. Não costumo olhar muito para as dificuldades eu simplesmente passo por elas. Não reclamo de nada, pois ninguém me obrigou a escolher essa profissão. E se alguém acha que ser modelo é ter glamour, fama e status. Então é porque não ganha dinheiro com isso. Hoje eu ganho mais do que muita modelo Feminina Plus Size que é bem legal, isso porque o cachê dela costuma ser maior e mostra também o crescimento da moda masculina.

Lembrando que todos os trabalhos que eu faço e já fiz foram através de teste. Não tenho padrinho, Quem Indica (Q.I) e nem “Peixada”. Isso faz cada trabalho ter um gostinho especial.

Obrigado Beatriz Peca pelo espaço que 90% dos Blogs não nos dão, pois nem sabem que nós existimos.

Mundo Plus Size Masculino

Aqui será nossa categoria masculina, onde os homens, que também fazem parte do Mundo Plus Size, poderão colocar suas ideias, visões e sugestões a respeito do mundo plus de maneira geral, ou seja, moda, comportamento, relacionamento, sexualidade e etc.
E para estrear essa coluna eu convidei o modelo José Alledo Plus , por sua simplicidade e habilidade com as palavras. O Zé vai falar um pouco sobre aceitação, assunto que abrange tantos os homens quanto as mulheres plus, deixei ele bem a vontade para expressar seu sentimento e visão sobre o assunto, pois a ideia aqui é essa. Entre e fique a vontade! 🙂
 p_20160710_181753.jpg
✩ Carta aberta ao Plus
Por José Alledo – Modelo Plus Size
Querido leitor, é textão, mas dá uma moralzinha. Nunca te pedi nada. 😉
Beatriz quando me pediu que escrevesse algo para estrear sua coluna masculina (e alias que ajudasse assim a dar um ponta-pé inicial em seu blog), eu fiquei especificamente aterrorizado. Primeiro, por não ter uma voz ativa do mundo Plus, eu faço parte dele, tenho minhas pontas em alguns projetos, porém não passo de coadjuvante nesse mundo em ascensão; em segundo lugar, por não escrever NADA (isso mesmo, NADA em Caps Lock pra dar ênfase) por muito tempo, e isso já foi paixão, mas como toda paixão ela vai e volta, e isso você leitor deve saber como é, desde seu hobby mais secreto até aquele sentimento platônico que todo mundo guarda no passado na gaveta mais funda e que você faz questão de não tirar a camada de poeira que forma sobre ela. Então, eu decidi facilitar pra mim e escrever sobre o que tenho um pouco mais facilidade: o próprio ser humano. E quero seguir esse raciocínio com uma simples pergunta: quando você se deu conta que era Plus?
003
Pergunta meio confusa, certo? Muitos podem simplesmente recorrer ao momento que foram em uma loja e pediram uma calça maior que 44, pois de maneira simplificada esse é o manequim limítrofe entre “dois mundos diferentes”, onde um já tem um glamour, ostentação, “chiqueza” suficientes para se manterem com as próprias pernas e o outro busca seu espaço cada vez com os pés mais firmes e abrindo com os cotovelos seu espaço nesse mundo fashionista. Porém, como dito anteriormente, eu sou leigo nesse mundo, então deixo para me aprofundar em uma outra ocasião.
O que eu tenho pra dizer aqui é que muitos se descobrem “Plus” da maneira mais desagradável possível, e muitas vezes é necessário uma força muito grande para virar a chave e se tocar que esse não é o maior problema do mundo. É muito bom quando você tem uma família maravilhosa que sabe que você é gordinha(o) e te acha a coisa mais linda desse mundo, pois ser criança tem essa vantagem de carregar consigo todo o ar de jovialidade que quem cresceu já esqueceu como é e você novamente se encontrar com o que sempre mais gostou de ser. Mas…nem todo mundo é tão bom assim; muitos se descobriram Plus quando uma tia numa reunião de família deu um “conselho” pra seus pais falando de todos os malefícios que um sobrepeso pode causar e encarando a própria criança. (Nota: é importante sim avisar, mas não tenha o tom como se tivesse parido a própria criança e repetindo o que você viu na Fátima Bernardes); outros se descobriram Plus na escola quando a turma de “amiguinhos” dizem que a amizade envolve intimidade e brincadeiras, mas o único alvo é você; têm também quem descobre quando ouve os comentários mais idiotas nos corredores de faculdade/trabalho/balada e afins.
E agora, valendo um milhão de reais em barras de Ouro que valem mais do que dinheiro (amo parafrasear Silvio Santos): por quanto tempo você realmente ligou pra isso? E eu pergunto isso no pretérito perfeito, pois ainda não posso crer que você realmente liga pra isso que te falaram! Você é linda (o), por%$! O que te falaram não foi pensado, eles simplesmente repetiram o que ouviram de outras pessoas e nem ao menos pararam pra pensar o tamanho da burrada que estavam fazendo! Nelson Rodrigues disse uma vez e muito bem dito que “Toda unanimidade é burra”, e isso é a mais pura verdade, pois quem vai com a maioria não precisa pensar, apenas repetem.
Então, eu te peço encarecidamente leitor(a) (e pode ser a única vez que eu lhe peça isso, pois não sei se teremos a chance de nos falar novamente), se valorize cada vez mais! Pois você se valorizando, você prova que quem te disse isso estava completamente enganado, e esse movimento cresce a cada dia mais, pois mais gente vai exigir um mercado para eles e coisa com qualidade, não apenas uma camisa larga e sem formato.
Ler textão é chato e eu sei, mas se você chegou até aqui e eu pude tocar seu coração nem que seja como uma daquelas lâmpadas que aparecem em desenhos animados depois de cada ideia, eu já estou satisfeito.
Agradeço toda a moral de vocês e da Beatriz
E a gente se encontra em qualquer loja onde sempre reclamaremos do tamanho dos provadores
Forte Abraço!
 José Alledo